Páginas

De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

terça-feira, Setembro 16, 2014

Mesmo se o Sol me molesta... não posso passar sem ele.

Praia da Rocha esta tarde
Dia 8 de viagem - 16.set.14 - 3ª. feira
SAGRES - LAGOS - VILA DO BISPO - ALVOR - PRAIA DA ROCHA
Seriam umas quatro horas da madrugada quando ventos fortes e chuva abundante nos despertaram.
A manhã contudo, surgiu de novo soalheira e já sem vento.
O _P_ de Sagres esta manhã após a debandada quase geral
O local do 'crime'... sem razão já que existe uma AS num hiper aqui a 500 mts

Porto da Baleeira - Sagres
Palavras soltas... em jeito de desabafo...


Em busca do SOL
 ~~~~~~~~~~~~
Tive de descer o País de lés-a-lés
Pareceu-me longe, mas tem valido a pena
Mesmo se de quando em vez o dia fica tão escuro
Ainda que as nuvens o encubram amiúde e a chuva caia
O Sol tem-me acompanhado sempre
Tive de o procurar
Mesmo se não foi fácil

Ainda que as dificuldades nos escureçam os horizontes invadindo as nossas vidas

Mesmo se não se vislumbram soluções

O Sol continua a brilhar e espero me acompanhe no futuro que ainda gostaria de ter e vivenciar

Ainda que feche as janelas ele continuará a iluminar e a dar vida à Terra
Tentarei não me ralar com as incertezas que nos invadem
Sempre haveremos de passar por algumas trovoadas
Mesmo com tempestades na vida espero continuar a reencontrá-lo e acreditar no amanhã
Para tudo existe uma esperança e um caminho
Quero continuar a viver a alegria dos momentos de SOL
E dizer sempre: Valeu a pena vir em busca dele.

Baleeira
próximo da Praia dos três castelos o 'novo bairro'...
Três Castelos

califado algarvio
Praia da Rocha
uma praia semi-deserta...



Praia da Rocha já regressada à acalmia de gente
Ei-lo!!!

à esquerda o 'outro' _P_ para autocaravanas...
_P_ - N 37º 07' 11.2''   W  8º 32' 51.0''
Percorridos: 851 Kms ( Dia 64 km )
Dia 9 de viagem - 17.set.14 - 4ª. feira
PRAIA DA ROCHA ( Três Castelos)



a caminho do Vau... as nuvens de algodão adornavam o céu no interior do Algarve





Dia 10 de viagem - 18set14 - 5ª. feira
PRAIA DA ROCHA ( Três Castelos ) - 

terça-feira, Setembro 09, 2014

Em busca do Verão

pRAIA DO aMADO - Carrapateira - 15set14
Dia 2 - Tróia
Diziam que no mês de Setembro chegaria o Verão.
Uma verdade que nos primeiros dias do mês as temperaturas subiram.
Dispondo de duas semanas num dos períodos do ano que me apraz sair, equacionei três cenários de pequena viagem aproveitando o período em que os catraios voltaram às escolas e por conseguinte a fluidez de trânsito descerá inevitavelmente, retirei a 'casa' da garagem e parti em direção ao sul...
Dia 1 de viagem - 9.set.14 - 3ª. feira
De Braga a ESTARREJA
Fi-lo tendo presente a meteorologia. Equacionei 3 percursos sendo que foram rejeitados dois dos circuitos delineados - Circuito na Galiza até Oviedo e Picos da Europa e/ou circuito Salamanca > Ávila > Segóvia > Toledo e Cáceres.
Assim sendo e olhando para as previsões a opção ''3'' foi a escolhida em direção a sul, sem rumo certo.
Percorridos: 107 Kms
Dia 2 de viagem - 10set14 - 4ª. feira
Estarreja - Aveiro - Oliveira do Bairro - Batalha - Batalha - VF Xira - TRÓIA
Coimbra
Sempre com o céu carregado de negras nuvens, alguma chuva à mistura e também abertas onde o sol espreitava e dava um ar da sua graça.
Batalha
Após a passagem do rio Tejo, os arco-iris revezavam-se e as chuvas voltavam.
Na Batalha o largo fronteiro à AS sempre com lotação esgotada
Batalha - no local onde se situa a AS, quase deserto
Vila Franca de Xira - passagem do rio Tejo
Valeu o pouco trânsito nas estradas percorridas sem recurso às auto-estradas, alguns camiões TIR e… muitas autocaravanas sobretudo francesas.
Os Arco-Iris iam surgindo no horizonte próximo
Chegada a Alcácer do Sal sem paragem e já no final de dia arribamos à AS para AC da Comporta onde residiam 3 outras AC.
Alcácer do Sal...
A vontade de avançar, desta vez a norte pela península de Tróia venceu o já sentido cansaço… aí chegados, muito estacionamento subterrâneo e pago…
Já traçado na mente o regresso à AS da Comporta, ‘in-extremis’ eis que numa pequena rua sem saída, a 20 metros da praia, paredes meias com aparthotel e ao lado da marina e casino, como que por milagre lá avistamos outras 2 AC… que passaram a 3 com a nossa chegada.
Aqui ficamos com imensa acalmia...

Tróia defronte da Arrábida



gatos mil


Marina de Tróia e Casino





Noite de luar
Antes do dia findar, ainda deu para percorrer a pé toda a zona onde já não passava há meia dúzia de anos.
_P_ N 38º 29’ 31.0’’ W 8º 54’ 19.2’’
Percorridos: 498 Km ( Dia 391 Km )
Dia 3 de viagem – 11.set.14 – 5ª. feira
Tróia – Comporta – Lagoa de Melides -  Lagoa de St André – Sines – Porto Covo
Amanhecer com núvens na outra banda na Serra d'Arrábida
Por estarmos numa rua sem saída, o silencio da noite foi uma surpresa agradável mais não tendo voltado a chuva e o amanhecer surgir de sol  aberto tendo apenas nuvens do outro lado na serra da arrábida.
Percorridos os 20 km até à AS da Comporta, ainda paramos no cais do ‘ferry’ para Setúbal. O preço da travessia inviabilizará o regresso por aqui pois 2 pessoas + AC fica por € 25,00 ora por estrada fica à volta de metade desse custo.
reabastecimento na AS Comporta
- AS Comporta – N 38º 22’ 41.3’’ – W 8º 47’ 07.7’’
Na Comporta ocorreu o almoço aproveitando a infra estrutura para as necessárias tarefas de manutenção passando após por um dos cafés da terra onde alimentamos saudável conversa com os sempre ‘sábios’  alentejanos.
Arrozais da Comporta
Com um dia de bom sol a temperatura foi aquecendo e a viagem decorreu com passagem nas praias/lagoas de Melides e Stº André.
MELIDES - Lagoa

Melides Praia


St. André


A 2,5 kms a norte de Porto Covo... as AS permanecem até chegar a noite... saindo após
A meio da tarde a chegada à AS de Porto Covo que neste momento foi encurtada para metade no seu tamanho.
Porto Covo
Praia Porto Covo
Final de Dia em Porto Covo
O passeio pedonal na já conhecida localidade onde aproveitamos para petiscar uma fresca salada de polvo.
Com a chegada da noite, começaram a chegar as AC que passam o dia junto à ‘costa atlântica’ pois as autoridades não permitem a pernoita nas zonas de praia fora das localidades.
Percorridos: 612 Km ( Dia 114 Km )
Dia 4 de viagem - 12.set.14 - 6ª. feira
Porto Covo - Vila Nova de Mil Fontes - Praia das Furnas
O cafésito matinal em Porto Covo
Uma vez mais a manhã surgiu com o sol a sorrir, sem vento nem nuvens.
Como resultado de telefonema a casal autocaravanista de S Tiago do Cacém, resultou na sua disponibilidade em nos acompanhar nos três dias que lhes restam das férias.
No final da manhã juntaram-se a nós a Alexandra, Jorge e Rafael ( o filhote ) aproveitando o seu conhecimento da região, avançamos um pouco a sul com paragem em Vila Nova de Mil Fontes para reabastecermos num pequeno supermercado.
O destino final escolhido foi a Praia das Furnas na margem esquerda do Rio Mira, defronte de Mil Fontes.
defronte de Vila Nova de Milfontes
Ali ao pé existe um Café Restaurante de nome Oásis de onde ‘colhemos’ o sinal wireless o que tornou o local para pernoita mais agradável.
local sossegado e afastado dos ventos
da minha 'choupana'... o Rio Mira e Vila Nova de Mil Fontes


À noite percorremos a pé, o estradão que dali acompanha a costa uns dois kilómetros onde no percurso escuro e ermo se encontravam uma meia dúzia de autocaravanas preparadas para passar a noite.

_P_ - N 37º 43' 10.3''  W 8º 46' 56.8''
Percorridos: 638 Km ( Dia 26 Kms )
Dia 5 de viagem – 13.set.14 – sábado
FURNAS – ALMOGRAVE
Uma vez mais uma noite de acalmia onde o único ruido vinha do espraiar das ondas ali perto e mais um amanhecer de sol radioso.
o local escolhido para 'residir', a 200 mts da praia mas longe do ruído e confusão
Como nos fins de semana o mar é mais procurado, decidimos rumar um pouco mais a sul à Praia de Almograve mas estacionando num pequeno largo junto a um bairro de pequenas vivendas onde apenas dez por cento dos edifícios davam sinais de habitados.
com muito poucos vizinhos em redor
A praia dista dali uns cem metros e o enorme parque de estacionamento está interdito à pernoita de AC.
Almograve situa-se em plena Costa Vicentina, a cerca de 10 km de Vila Nova de Milfontes, onde a falésia recolhe dando espaço a um areal fino banhado pela água cristalina do oceano.



Esta praia onde não vislumbrei a prática de surf, tem a particularidade de , uma vez abraçada pela falésia, ser pouco ventosa.

Da parte da manhã haveríamos de caminhar no estradão sul que nos faz passar por um espaço sobre o mar onde cinco AC por ali ficavam a residir. Mais um km percorrido e o estradão desemboca numa descida para o mar onde se situa o porto de Pesca artesanal  - Lapa de Pombas cuja visita é obrigatória.
e lá se avistam mais AC lá bem longe... para lá vamos pelo estradão





 
a descida para o original Porto de pesca Artesanal  Lapa de Pombas







Regressados para almoçar, voltamos a caminhar em direcção a norte num trilho em areia sobranceiro ao mar onde alguns pescadores pescavam do alto das falésias. 
Todas estas zonas tem um grande valor ecológico já que por aqui se podem encontrar vários tipos de habitats do parque natural.
Uma jornada  inegavelmente prazerosa.
_P_ térreo – N 37º 39’ 10.4’’  W 8º 47’ 44.9’’
Percorridos: 650 Kms ( Dia 12 Kms )
Dia 6 de viagem – 14.set.14 – domingo
ALMOGRAVE – Zambujeira do Mar – Odeceixe – Praia AMOREIRA – ALJEZUR – Bordeira (Praia)
A meio da manhã os nossos amigos de S.T. Cacém tiveram de regressar a casa.
O tempo titubeou entre as negras nuvens, alguma chuva (pouca) e o sol.
Após o almoço haveríamos de encetar nova descida no mapa com paragem na Zambujeira do Mar, ou seja, o adeus à costa alentejana – o povoado celebrizado pelo seu festival de rock, que é morada de pescadores.
Zambujeira do Mar

A pequena localidade debruça-se sobre a praia confinada a norte e a sul por formação rochosa que entra pelo mar e dá guarida a múltiplas espécies de aves ( garças, cegonhas, pombos da rocha e andorinhas do mar ).

Na descida no mapa, optamos pela incursão ao litoral próximo de Aljezur até à Paria da Amoreira onde recentemente reabilitaram a zona de estacionamento da praia, interditando a pernoita às AC.
Pena minha já que a baía da praia é convidativa à permanência no local.
Praia Amoreira (Aljezur)

Voltamos desta vez até à agradável Aljezur localidade com história.
_P_  onde está a minha casa rolante ( à direita da chaminé )
Subimos a íngremes e estreitas ruas até ao Castelo. Pelo caminho vários pontos museológicos que por ser domingo se encontram encerrados.






cisterna do Castelo de Aljezur


Fora do tempo estival, um bom local para pernoita em Aljezur - _P_ ( _P_ N 37º 19’04.2’’ W 8º 48’ 09.5’’ )
Ainda pensamos ficar no sossegado parque de estacionamento nas traseiras do mercado mas haveríamos de nos dirigir à praia da Bordeira 20 km a sul.



Aí mesmo se estavam de saída várias AC, ainda nos fizeram companhia uma boa dúzia maioritariamente estrangeiras.
_P_  N 37º 11’ 35.0’’  W  8º 54’ 10.7’’
Percorridos: 750 Km ( Dia 100 Kms)
Dia 7 de viagem - 15.set.14 - 2ª. feira
Bordeira (Praia) - Carrapateira - Praia do Amado - Vila do Bispo - SAGRES
Rebuliço matinal na Bordeira com a chegada dos surfistas...
Com o amanhecer algo nublado mas não chuvoso, subimos as dunas para apreciar a chegada das largas dezenas de surfistas de nacionalidades várias.

 Um breve caminhar pelas arribas pedregosas da Bordeira.


na imagem a descida de dezenas de surfistas em direção da baía

Prosseguimos entretanto pela Carrapateira de onde derivamos para a Praia do Amado, aí sim, as autocaravanas, carrinhas e automóveis seriam às centenas. 
a magnífica Praia do Amado na Carrapateira
À chegada a Vila do Bispo fomos em busca de propano (BP) que não encontramos tendo-nos sido dito que 'de certeza' haveria em Sagres.
Chegados a Sagres... que apenas em Lagos... com o net no ar (vinda dum café) constatamos que em lagos haveria, estacionamos no _P_ defronte da Misericórdia sobre a Praia Mareta desta vez sem o habitual vento.
Mesmo sem vento a praia não se tornou apetecível. 
Praia da mareta - Sagres
Ponto negativo: Verificamos que a cerca de 1 km no 'Inter Marché'' existe AS para AC. Não entendemos porque razão os AC fazem os despejos numa caixa de saneamento neste local!... Lamentável.
_P_ - N 37º 00' 25.4''  W 8º 56' 22.2''
Percorridos: 787 Km ( Dia 37 Km )
Dia 8 de viagem - 16.set.14 - 3ª. feira
SAGRES - LAGOS -
Seriam umas quatro horas da madrugada quando ventos fortes e chuva abundante nos despertaram.
A manhã, de novo soalheira e já sem vento.