De Autocaravana, tenho vindo a viajar ''cá dentro'' e pela Europa... para lá do Círculo Polar Àrtico - até ao Cabo Norte, onde vivenciei o ''Sol da Meia-Noite''.
Viajei em Autocaravana pelo Norte de Àfrica... (mais de uma vez), muito para lá do Trópico de Cancer... até à Guiné-Bissau.
Fui também por estrada à Àsia - Turquia e Capadócia, sendo que no regresso fiz a Croácia e dei um saltinho a Mostar e Saraevo na Bósnia-Herzegovina.
Sem pretensiosismo literário ou outros, apenas pela PARTILHA, dessas e outras viagens vou dando conta neste espaço.

Países visitados em Autocaravana: - EUROPA: ESPANHA – ANDORRA -FRANÇA-ITÁLIA-MÓNACO- REINO UNIDO - IRLANDA -HUNGRIA-REP.CHECA-SUÉCIA-ESLOVÉNIA - ESLOVÁQUIA- POLÓNIA-AUSTRIA-SUIÇA-ALEMANHA-BÉLGICA-HOLANDA-DINAMARCA-NORUEGA-FINLÂNDIA-ESTÓNIA-LETÓNIA-LITUÂNIA-BULGARIA - BÓSNIA HERZGOVINA- ROMÉNIA -GRÉCIA – CROÁCIA – LIENCHSTEIN – LUXEMBURGO – S.MARINO - VATICANO ÀSIA : -TURQUIA-CAPADÓCIA ÀFRICA: GUINÉ-BISSAU – CASAMANÇA – GÂMBIA – SENEGAL – MAURITÂNIA – SAHARA - MARROCOS

Outras viagens:RÚSSIA (Moscovo e S. Petesburgo) -AMÉRICA do NORTE:CANADÁ (Quebec-Ontário-Montreal-Otawa-Niagara falls) - EUA(Boston-Nova Iorque-Cap Kenedy-Orlando - Miami)AMÉRICA CENTRAL:CUBA (Havana - S. Tiago de Cuba - Trinidad - Cienfuegos - Varadero)- ÀSIA :CHINA (Macau-Hong Kong) - VIETNAM(Hanói-Danang-Ho Chi Min) -

quarta-feira, setembro 07, 2016

Buarcos e Costa de Lavos 2016

BRAGA - OLIVEIRA DE AZEMÉIS - MEALHADA - ARAZEDE - BUARCOS
3 setembro 2016 - sábado
Uma semana apenas para ir à praia. 
Qual escolher?
Norte: Minho ou Galiza?
Melhor pensando, no Minho as 'nortadas' seriam inevitáveis e na Galiza o risco de chuva poderia ocorrer.
Ponte do Freixo - PORTO
A exemplo do procedimento do ano transacto, haveríamos de seguir para a Região Centro por pensarmos ser a escolha mais aceitável.
ASA Oliveira de Azeméis 
Paragem em Oliveira de Azeméis para as tarefas habituais de manutenção.
Aproveitada a pequena estadia para revisitar 'La Salette' - "ex-libris" desta cidade .



O 'dedo' do ladrão???
Oficina do Berço Vidreiro produz peças de vidro artesanais e únicas.
Confesso que desconhecia que a primeira fábrica de vidro não tinha a ver com a Marinha Grande.
Foi essa mensagem que me foi transmitida no local, assim:
No nosso País a indústria vidreira é considerada uma indústria tradicional.
Em 1482 foi estabelecida a primeira fábrica de vidro em Portugal, a Fábrica do Côvo, em Oliveira de Azeméis nas imediações do Parque de La Salette.
Desde o século XV e até à década de 90 do século XX, esta fábrica e todas as outras que aqui proliferaram, destacando-se o Centro Vidreiro do Norte de Portugal, foram o núcleo de importantes atividades produtoras, levando a todos os pontos do país vidros de grande perfeição e utilidade.
Em Abril de 2007, fruto de uma vontade conjunta para reavivar parte da história do local berço do vidro e da sua história em Portugal, surge o BERÇO VIDREIRO, no coração deste parque secular.
Atualmente as peças de vidro são produzidas artesanalmente na oficina do ‘Berço’ pelo Mestre Vidreiro, Alfredo Morgado. Das suas mãos saem, como antigamente, peças de rara beleza que podem ser compradas pelos visitantes do parque da cidade.
O Berço Vidreiro funciona na «Casa das Heras», no parque La Salette, tendo sido investidos 50 mil euros na sua recuperação parcial.
Uma visita ao local permite ficar a conhecer como se produzia o vidro há séculos e quais as técnicas usadas, bem como a importância da atividade no concelho desde que foi criada em Oliveira de Azeméis a primeira fábrica de vidro do país.
As escolas são um alvo preferencial do projeto.
Presépios, pisa papéis, flores, jarras, fruteiras, castiçais, adereços e pratos decorativos são alguns dos elementos que pode encontrar e adquirir no Berço Vidreiro.

 Efetuada a curta visita, seguimos rumo a sul.
O calor a apertar e a necessidade de fazer compras, levaram-nos a um Super-mercado onde nas mesas exteriores de pique-nique tratamos de almoçar.
Mesmo ali ao lado
 Para pernoita o local escolhido: Buarcos na Figueira da Foz.
Média de consumo / AC incluido
Percorridos 226 Kms


Buarcos - Figueira da Foz
4 setembro 2016 - domingo
BUARCOS - COSTA DE LAVOS
É claro que ao alvorecer a neblina se torna um evento normal.
Nada de temer já que o dia ainda é uma criança.
Uma passagem de olhos pelos jornais num dos cafés próximos com as já habituais notícias tristes. 

Buarcos - sempre um espaço disponível para os autocaravanistas. Praia a poucos metros e apenas o ruído das ondas do Oceano.
Praia? Na maré-cheia... pequena... apenas descer e atravessar as 2 vias...




Nada de pressas já que as aulas da pequenada ainda não se iniciaram e afinal estamos em fim de semana.
No final da tarde atravessamos o Mondego percorrendo a dúzia de Kms até à Costa de Lavos.
Já à entrada da Figueira, muitos veraneantes
A passagem da ponte da Figueira para a margem sul.
Acessos à AS em reboliço... para ser aplicado o alcatrão nas vias. 
Costa de Lavos e os magníficos ocasos.

 Com o local de pernoitas em reboliço, poucos autocaravanistas por cá. 


Percorridos 245 Kms

5setembro2016 - 2ª. feira
COSTA DE LAVOS
Amanhecer ruidoso pelas 9 da manhã. As máquinas fizeram-nos despertar.
Por prudência, mudei para defronte do café que dista uns cinquenta metros.
Ganhei por poder aceder ao Wifi doreferido estabelecimento, sem ter de sair do habitáculo.

Colocação de grevilha para posterior colocação de tapete betuminoso nas faixas de rodagem.

Mudei para pertinho



Hoje não houve pesca. O mar não o permitiu



No próximo fim de semana, os festejos da terra com o ZÉ DO PIPO!!!


Sem pescaria para ocupar o tempo... eis que há sempre quem nos faculte boas imagens.

















Parabólica


6setembro2016 - 3ª. feira
COSTA DE LAVOS
Segundo dizem, um bom dia de praia
O barco já se prepara para o trabalho
 o começo
 o puchar as redes... um tractor aqui... e o outro mais além... a apertar o cerco

 os mirones que se vão aproximando
 um ritual sempre apreciado




 muitos intervenientes
outros preferem o banho

 o 'saco' aproxima-se

 ora aí está


 o banho final


 há que preparar a próxima faina


 separando o pescado


 ora vá... vai para ali... um saco cheio de cavala por € 5,00


 O peixe aqui da costa
 o Parque de merendas da Costa de Lavos
 amanhã será outro dia
 e a festa que se aproxima
7setembro2016 - 4ª. feira
COSTA DE LAVOS - GALA (Camping FPCC Cabedêlo)
Mesmo se ainda não choveu, o céu foi-se cobrindo de nuvens cinza claro.
A partida matinal rumo à Gala
As baterias do habitáculo, começam a ressentir-se.
Uma dezena de kms mais a norte, no Cabedelo da Gala procuramos novas energias.
 Costa de Lavos - praia deserta pela manhã
Já instalados no camping do Cabedelo na Gala, a espreitadela à praia onde muitos jovens  participavam em prova de surf. 
Não morro de amores pelos campings. Acontece que em situações de 'emergência' vou em sua busca.
Desta vez, contou a falta de sol para carregar as baterias.
Tratando-se de espaço da FPCC o preço posso considerar de aceitável (€ 15,00 c/ elet. 2Amp).




repleto de roulotes mas pouco habitadas neste período - talvez no fim de semana voltem


 Figueira da Foz na outra margem



 as caminhadas em redor aconteceram



 8setembro2016 - 5ª. feira
GALA - Costa de Lavos
 Com o tempo a melhorar e as baterias carregadas, deixamos a Gala na ideia de passar no já conhecido Restaurante dos Armazéns (nome da localidade - junto às salinas).
Não sem antes regressarmos à Figueira para as compras de abastecimento do frigorífico
Chegados finalmente ao Restaurante Marquinhas ( Raínha das Enguias) , e analisada a ementa, decidimos saborear um almoço agradável.

 A minha escolha, a espetada de lulas...
até tremi... ;-)
 Houve quem optasse pelas enguias... tudo regado com um branco Alentejano.  
 As sobremesas... de fazer lamber a colher...
 Valeu a viagem até à Costa não ser longa.
Com o espaço dedicado às AC em obras... ficamos no coração da terra
Com o bater das ondas constante ali ao pé
Pelo que se vê... hoje não haverá pesca
A obra começa a dar sinais de conclusão para breve





local privilegiado


 o ocaso a entrar-nos casa dentro e no País as notícias sempre trágicas - os incêndios

9setembro2016 - 6ª. feira

Costa de Lavos







que pena


















 Não queria abusar... mas pelo menos eu gosto imenso... todos diferentes...







10setembro2016 - sábado


Costa de Lavos - Buarcos (Figueira da Foz)



a praia da Figueira com a sua enormidade, não me cativa

As neblinas, ora aparecem... ora desaparecem






O meu Bairro


uma caminhada ao longo da marginal


Apareces ou não, ó Sol?



 em jeito de despedida... o Ocaso
sem tratamento algum... ao natural.




Se gostei? Claro... irrepetível.

desta gostei especialmente

11setembro2016 - domingo



Buarcos (Figueira da Foz) - Cantanhede - Ol. Azeméis - BRAGA
O regresso haveria de ser feito cortando para o interior, evitando assim os grandes fluxos de domingo à tarde.
passagem em Cantanhede
ao passar na Malaposta... o Restaurante onde almocei vezes sem conta
Antes da Trofa, a antiga ponte da via férrea, já era... e o fogo queimou toda a envolvente
Média da viagem: 8,8 lts/100 com utilização de AC
percorridos 510 Kms